isolamento-termico-sem-retina

Nas Indústrias

Em 80% do território brasileiro, a característica principal do clima é ser quente e úmido no verão, e, em algumas regiões, torna-se insuportável o ambiente nas industrias, caso não se tome os merecidos cuidados com a arquitetura bioclimática.

O boletim técnico “IMPACTO DO AMBIENTE INTERNO NA PRODUTIVIDADE” da ASHRAE (Americam Society of Heating And Air conditioning Engineers) vol. 10, num 4, apresenta uma coletânea de estudos que relatam o aumento da produtividade e diminuição dos erros, acidentes de trabalho, abstenção e rotatividade dos trabalhadores em função da melhoria da qualidade ambiental no local de trabalho. LORSH coletou e sistematizou informações quantitativas, relacionando o conforto ambiental interno com a produtividade do trabalhador, estimando um ganho médio de 5 a 15%.

Ainda segundo a ASHRAE, há uma queda na atividade humana de 1,8% para cada grau que a temperatura ambiente subir além de 27 º C, reduzindo, por conseguinte, a produtividade.
Estudos realizados por Winslow, nos EUA, comprovaram o seguinte:

  • Para o trabalho físico, o aumento da temperatura ambiente de 20º C para 24 º C diminui o rendimento em 15%
  • A 30º C de temperatura ambiente, com umidade relativa de 80%, o rendimento cai 28%

NORMAS DO MINISTÉRIO DO TRABALHO DO BRASIL

  • A norma do Ministério do Trabalho define períodos de trabalho intermitente (trabalho seguido de descanso) em função da temperatura ambiente e do tipo de atividade desenvolvida. A produção por trabalhador, poderá ser comprometida em até 75% considerando uma atividade de trabalho pesada, (levantar, empurrar ou arrastar pesos) e temperaturas do ambiente entre 28 °C e 30 °C.

Quadro 1 – NR15

  • Atividades e operações insalubres – anexo 3 – limites de tolerância para exposição ao calor

tabela-1-FD

Fonte: http://www.lax.ind.br/noticias/fabricas-doentes/ em 27/08/2015

Outro fator de grande relevância é a redução do consumo de energia elétrica destinada aos aparelhos de arrefecimento. A menor transferência de calor para o ambiente interno das construções exige uma carga menor nas unidades refrigeradoras, elevando sua eficiência e diminuindo o consumo de energia.

Na criação de animais.

Ambientes que apresentam temperaturas controladas e adequadas a cada tipo de criação têm um rendimento maior do que aqueles que provocam stress térmico nos animais.

O baixo desempenho dos animais submetidos ao estresse térmico deve-se principalmente a redução do consumo de ração que influencia negativamente o ganho de peso, a conversão alimentar e a deposição de proteína e também ao maior gasto de energia para o organismo manter a temperatura corporal, fato que é evidenciado pela maior taxa respiratória dos animais.

Solução

Conheça nossa solução de isolamento térmico para telhados e isolamento térmico para paredes.

Tinta isolante térmico.

Saiba mais

Fale Conosco

Gostaria de receber mais informações sobre nossa solução? Solicite um orçamento informando as suas necessidades.

Solicite um Orçamento sem compromisso

Orçamento